Assinatura RSS

Arquivo da tag: contos

“Eu gosto de você também”

eu-gosto-de-voce-tambem

Leia escutando Chet Baker <3.

Eu estava nos meus melhores dias nenhuma crise de depressão ou com os pensamentos confusos em que eu penso em todas as maneiras possíveis de alguma coisa dar errado e o que eu faria e na maioria das vezes eu decido que tudo vai dar errado porque na minha cabeça se realmente as coisas derem errado eu não vou ficar tão triste, mas de qualquer jeito no final eu acabo chorando. Ou nos dias em que eu fico duvidando sobre o que as pessoas acham de mim, se elas realmente acham que eu sou isso ou aquilo ou estão mentindo para me fazer feliz, e no final eu decido que elas estão mentindo. Eu estava bem, até achava que eu tinha superado isso e que talvez eu estava de alguma maneira curada.

Até que você disse que gostava de mim.

E toda a calmaria acabou. Primeiro eu fiquei eufórica, pulando de alegria, eu não conseguia nem respirar direito, eu não sabia o que dizer, mas depois de pensar um pouco eu pensei “Ele está mentindo, tentando zuar comigo”, então eu perguntei milhares de vezes se você estava realmente falando a verdade até que me convenci que sim. Mas depois de muita alegria e de contar para algumas amigas voltei a me questionar se você estava falando a verdade, não era possível que um garoto legal, engraçado, extrovertido e bonito como você gostasse de uma garota estranha, anti-social, chata e feia como eu. E aí comecei a pensar como vou agir perto de você o que eu vou falar, e se eu falar alguma coisa errada e se eu fizer alguma coisa errada. Comecei a pensar em todas as maneiras de como eu poderia estragar tudo e como eu não queria que isso acontecesse. E fiquei pensando o quanto eu me acho feia e estúpida e que você está mentindo. “Você é feia, não tem como um garoto achar você bonita, muito menos gostar de você!” eu ficava pensando nisso.

Não é culpa sua, como você poderia saber que algumas palavras poderiam fazer com que uma pessoa simplesmente desmoronasse e se sentisse um lixo quando essas palavras são de felicidade e amor. A culpa é da minha cabeça que em algum momento parou de funcionar normalmente e distorce tudo, até felicidade. São duas vozes brigando, uma fala que sou linda, inteligente e que posso conseguir tudo e a outra fala que sou um lixo, e quase sempre a que diz que sou horrível vence.

Mas não fique triste, não é que eu não quero gostar de você, na verdade eu quero tanto que de certo, que a aquela voz horrível quer destruir tudo. E eu só queria dizer que eu gosto de você também…


Oiii gente. Eu sei que você devem estar meio perdidos, mas esse é um tipo de texto que eu já quis fazer faz muito tempo e nunca tive coragem. São crônicas e contos e eu amo esse tipo de texto porque as pessoas ficam com essa dúvida se aquilo aconteceu com o autor (a) ou ele só está retratando um cenário imaginário :D. A primeira vez que eu vi textos assim foi no livro da Bruna Vieira, o Depois dos 15 e só agora consegui elaborar um que ficou legal, na minha opinião kkk. Espero que vocês tenham gostado, porque vão vir muitos outros de onde esse saiu kkk.

Gaby

 

 

 

Anúncios